Minha profissão...

3 de julho de 2011

Torta Caramelo com Doce Abóbora e Amendoa Lascada

Resolvi hoje fazer uma torta de caramelo recheada com doce de Abobora e lasquinhas de amendoa. A razão é para dar a provar a dois estagiários que estão na minha empresa e que são da Arábia Saudita. Durante 2 meses eles ficam na minha empresa a fazer o estágio e nada melhor que lhes dar a conhecer Portugal e as guloseimas que temos e que fazermos.
Desta vez vou dar-lhes a provar esta torta, uma vez que ando numa de tortas. Que tal?

Ingredientes:
7 ovos caseiros
280 g de açúcar
180 g farinha
raspa grossa de 3 limões
sumo de 1 limão
3 colheres de sopa caramelo liquido
1 colher café de fermento em pó
açúcar granulado q.b.
manteiga para forrar forma
papel vegetal q.b.
doce abóbora (o meu era da casa Mateus)
raspas amêndoa q.b.

Num recipiente colocam-se as claras com uma pitada de sal e batem-se em castelo. Reservam-se.
Noutro recipiente bate-se os ovos com o açúcar até ficar um creme fofo e branquiçado. Acrescenta-se em seguida a raspa dos limões, sumo e caramelo liquido.
Quando bem misturados acrescenta-se as claras e a farinha com fermento alternadas. Incorpora-se tudo bem.
Forra-se um tabuleiro com manteiga. Em seguida coloca-se o papel vegetal que irá cobrir o tabuleiro todo. Unta-se agora o papel com mais manteiga e farinha. Por cima deita-se a mistura que vai ao forno até cozer, mas deverá ficar ainda um pouco húmida.
Num  pano limpo coloca-se uma boa porção de açúcar a forrar o pano. Deita-se de uma vez o tabuleiro por cima do pano. Cobre-se com doce abóbora e coloca-se por cima raspas de amêndoa. Enrola-se com muito cuidado começando por uma ponta e com auxilio da boca (coisa estranha de escrever, mas foi o que fiz) vai-se enrolando e extraindo o pano. O fim foi este! Espero que os meus mocinhos arábes gostem desta doçaria e que vão para o país deles com vontade de voltar para Portugal!

2 comentários:

  1. Obrigada mas ainda não provaram... eles depois dizem. Mas espero que gostem e que gostem ainda mais do nosso país. Ele bem que precisa de futuros turistas e então arabes, melhor ainda não?!
    Jokas

    ResponderEliminar