Minha profissão...

31 de dezembro de 2010

Um Violino no Telhado


Ontem fui ao teatro à noite ... eu adoro teatro e bailados pelo que lá fomos ao Politeama em Lisboa.
Chovia tanto que por momentos pensei que aquela rua iria sofrer inundações fortes. Mas não... estava chuva mas não muito frio e a chuva era aguaceiros fortes, que de tempos em davam tréguas.
Como é um dia de semana e no dia seguinte à que ir trabalhar, é sempre chato porque para hoje ficaram as olheiras e o soninho mas ficou também o coração cheinho de alegria. Espectáculo divino e aconselhável mesmo. Pena é que só irá estar até principios de Janeiro.
Todo o elenco foi fabuloso mas tiro o meu chápeu ao Raposo. Fez um trabalho notável!!! Adorei e obrigada a todos eles pela noite de sonho e de encantar que nos proporcionaram. Aqui está o elenco quase todo. Maravilhosos, talentosos e bons profissionais. Parábens a vocês todos e em especial a duas meninas que fazem o papel de filhas mais novas do leiteiro... excelentes profissionais e tão novinhas ainda.
Quanto a mim e aos nossos dois amigos ficamos felizes e de barriguinha cheia com este espectáculo. Ao Sr. Felipe La Féria o meu mais sincero agradecimento e bem haja.
Para a posteridade fica aqui resistada a nossa ida... ehhehhh.

28 de dezembro de 2010

Bacalhau à Brás à minha moda

Hoje à pressa fiz um bacalhau à Brás, rápido e muito saboroso. Comprei no Continente um pacotinho de bacalhau desfiado congelado, que descongelei rápidamente com água quente e com o pacote fechado. Demorou uns 15 minutos. Usei também batata palha da marca Ti-Ti.

Ingredientes:

500 g de bacalhau desfiado (eu comprei marca Continente, que não é mau)
300 g de batata frita fininha (usei marca Ti-Ti, por ser menos salgada e com menos óleo)
1 cebola
2 pimentos vermelhos (marca Lidly)
75 g de azeitonas pretas
alho em pó, pimenta q.b.
1/2 caldo knorr Natura legumes
salsa q.b.
1/2 copo pequeno leite
1/5 vinho branco
3 ovos

Num Wok coloca-se no fundo um pouco de azeite a cobrir pelo menos o fundo da frigideira. Corta-se cebola em metades e em seguida em laminas finas. Deixa-se alourar um pouco. Em seguida junta-se o bacalhau em lascas e mexe-se.
Junta-se o leite, o caldo knorr e o vinho branco. Em seguida junta-se as batatas fritas com cuidado. Deixa-se apurar um pouco. Tempera-se com pimenta e alho. Adiciona-se os pimentos cortados e as azeitonas.  Mexe-se bem e com cuidado até as batatas fritas  tornarem-se molinhas. Por fim adicionam-se os ovos e deixa-se cozinhar. Salpica-se com salsa. E pronto... prato saboroso e rápido.

27 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo

Nada melhor, pelo menos para mim, do que mostrar-vos os meus cachorrinhos.
Com esta montagem, desejo-vos um Ano Novo feliz, rico e saudável.

Sejam felizes... sempre!

Noite de Consoada!!!!

Eís a minha mesa de Natal!!!
Que tinha, perguntam vocês?

Bolo Coração de Caramelo
Sonhos
Filhoses de Abobora
Tronco de Natal
Broas de Batata Doce
Fudge de Avelãs
Arroz Doce
Coscurões
Fatias Douradas e
Bombons, Nozes, Sultanas e Amendoas

Claro....

O Bolo Rei Caseiro

20 de dezembro de 2010

Boby... o maroto!!

Aqui está o meu mais que tudo!!
Esta cachorrito já tem comigo 10 anos. Fui buscá-lo a Aljustrel e tem cá uma história...
Eu tive um outro cão de água chamado Leste que era a paixão do meu pai. Era todo branco e creme. Cheio de pelo e de certa maneira parecido com o meu Boby. Quando morreu, vitima de uma forte gripe, foi o desgosto de todos. O meu pai foi o que mais sofreu com a sua ausência então, num dia eu decidi que iria ter outro igual.
Como e tal como as pessoas, não existem cães iguais nem parecidos mas apanhei o Boby em Aljustrel. Estava tão mal tratado, cheio de pulgas e carraças e cego de um olho, que ninguém lhe ligava muito. Quando o vi foi paixão à primeira vista. Com auxilio da minha colega Sofia trouxemos o cachorrinho de carro, tivemos um acidente, fomos rebocados até poucos quilometros pois o dito reboque avariou e lá tivemos que esperar por outro. Entretanto o tempo ia passando, e numa aventura que era suposta de hora e meia, passou quase o dia todo e era noite quando cheguei a Lisboa.
Depois de o passear logo tempo pela rua, Boby resolveu fazer xi-xi bem na entrada do meu corredor. Mas tadinho... estava assustado e ainda teria que fazer 100 km até aos meus pais. Seja como for este cachorrinho tem-me acompanhado e adoro-o mesmo. Passou mais de 2 meses em veterinários mas não cegou e depois de um bom banho, vacinas e muitos miminhos, o Boby tem uma santa vidinha!
É o pai desnaturado dos meus dois outros cachorros e agora está a ficar surdo e ceguinho. Mas ainda reage à minha voz e à palavra comida. Se não vejam como é bonito...

18 de dezembro de 2010

Feliz Natal 2010

Mais um ano mais um Natal que se aproxima a passos largos... venha de lá a Alegria, a Saúde, a Paz, o Dinheirinho e tudo mais que o pessoal sonha e quer!!!
Quanto a mim o que eu quero é Paz e Saúde. Dinheiro temos mesmo é que trabalhar e Alegria à que fazer para a ter.

Bom Natal e um Muito e Próspero Ano 2011


Beijinhos e chi-corações!!


17 de dezembro de 2010

Empadão de Carnes Variadas no forno com beringelas grelhadas

Ontem fiz este empadão. Tinha no congelador a pedir-me urgência em ser consumido carne de vaca e as beringelas, então lembrei-me disto:

Ingredientes:
200 g carne vaca
2 fatias de entremeada
2 peitos de frango
massa multicor (usei umas espirais de 3 cores, que penso serem de cenoura, espinafres e normal)
2 colheres chá de mostarda Dijon
2 cenouras raladas
1 latinha pequena de vegetais salteados (costumo ter em casa de com varios tipos de legumes)
sal, pimenta, alho em pó, coentros frescos q.b.
1/2 cebola picada
1 caldo knorr legunes natura
azeite q.b.
pão ralado q.b.
2 tomates pelados de lata
1/2 copo vinho branco
1/2 copo água morna
3 ovos
250 ml leite

Com a máquina 123, picam-se as diversas carnes e reserva-se. Num tachinho coloca-se a cebola picada e o azeite e leva-se ao lume para murchar. Deita-se a carne picada e deixa-se refogar um pouquinho. Junta-se em seguida 1/2 copo de vinho branco e 1/2 copo de água morna. Quando estiver quase evaporada junta-se a cenoura ralada e a latinha de vegetais. Mexe-se bem e deixa-se em lume brando para cozinhar. Quando quase pronta tempera-se com sal, pimenta, alho, caldo knorr e os coentros picados. Deixa-se por cerca  de 3 minutos tapado a cozinhar em lume brando. Junta-se a mostarda e deixa-se apurar.
Numa panela coloca-se entretanto água a ferver. Junta-se sal. Quando ferver coloca-se a massa e deixa-se cozinhar el-dente e guarda-se.
Num grelhador, colocam-se as fatias de beringelas (cortei finas e longitudinais, e de tal maneira finas que acabei por cortar um dedo :-( para eu aprender a ter cuidado com aquela faca). Antes de as pôr a grelhar coloquei-as em água temperada com sal para sair o excesso de "veneno" que possam ter. Grelhar foi fácil... é só por na grelha e deixar grelhar. Reservam-se também.
Agora a montagem: Num tabuleiro untado com manteiga colocam-se as laminas de beringela a forrar o tabuleiro, lados e base, bem forrados. De seguida deita-se a massa embebida já num creme de ovos com leite e deita-se tudo neste tabuleiro forrado. Depois é só deitar a carne picada com os vegetais e cobrir com uma camada de pão ralado. Leva-se ao forno por 1 hora ou até tostar o pão ralado e pronto... quentinho e saboroso um empadão!!

16 de dezembro de 2010

Bolos Rei, Natal 2010




















Estes foram os bolinhos de Rei que fiz para a minha empresa. A ideia foi celebrar entre nós o Natal e proporcionar um pouco de convivio. Não sei o que acontece nas grandes empresas mas na minha que até é pequena, parece que o trabalho está a afastar-nos como seres humanos que somos, por isso toca a celebrar o Natal. Os bolinhos de Rei deram-me um trabalhão danado mas mereceu a pena. Viva nós todos!! Bom Natal.

13 de dezembro de 2010

Uma prendinha para um médico

Tenho andado meia constipada mas mesmo assim consegui acabar esta prendinha.
Ficou tão lindinha, não acham?
A caixinha está cheia de bombons de sabores diferentes que eu fiz. Tem bombons de chocolate leite, chocolate de nata com menta, trufas de alperce com rum, bombons de caramelo, de nougat com sementes de linhaça, bombons de chocolate negro, bombons de mashmelo (penso que é assim que se escreve) etc... montes de sabores diferentes.
Um dia ponho as receitas.
Por hora deixo-vos com uma das minha prendinhas. Este ano são todas feitas por mim.
A caixinha é de madeira, desenhada e pintada à mão por mim. Para ficar mais brilhantinha tive que passar verniz duas vezes. Embrulhei em papel verdinho e decorei com um bonequinho... indicado para o Natal. Ficou assim.
Caixinha de Bombons Variados


Mais um exemplo de prendinhas de Natal

Ainda não tem dono, esta prendinha mas já existe uma forte tendência para ir para uma amiga minha, que está longe e que sem dúvida precisa de muitos miminhos. Este será um deles.
Lá dentro bombons de diferentes sabores e uma caixinha de madeira pintada à mão e única... e esqueci-me de dizer que fui eu quem pintou, decorou as caixinhas e fez os ditos bombons. Importante dizer não?!! ;-) E melhor ainda... ainda não provei um. Estou a guardar-me para o Natal (hiiiiii)!

12 de dezembro de 2010

Sopa de Feijão Branco com Couve Lombarda, receita da minha Avó

Hoje e talvez por estar de molho, fiz uma sopinha que a minha avó costumava fazer. Ficou parecida mas faltava qualquer coisa. Eu sei que não coloquei abobora porque não tinha mas faltava o tempero que ela utilizava. Ainda hei-de descobrir qual era mas não estava má.
Ingredientes:
3 cenouras
1/2 couve lombarda cortada em tiras
1 lata pequena feijão branco
1 alho francês
1 batata grande
1 cebola grande
azeite
sal, q.b.
coentros q.b.

Num panela coloca-se água a ferver. Junta-se a batata aos pedacinhos, 2/3 lata feijão cozinhada, a cebola cortada em cubos, a parte branca do alho frances aos cubos e 1 cenoura em cubos e deixa-se cozinhar. Quando cozidas e utilizando a varinha mágica reduz-se a puré. Leva-se a ferver mais um pouco. Entretanto junta-se a este puré a cenoura ralada, a parte verde do alho francês, o restante 1/3 e a couva lombarda. Deixa-se cozinhar adicionando o azeite. E pronto uma sopinha parecida com aquela que a minha avó fazia.

9 de dezembro de 2010

Estufadinho de Cogumelos com ovos mexidos

Para azar quando cheguei a casa vejo algo que me chateia solenemente... meu frigorifico descongelou sem eu querer e deixou para eu me entreter uma enorme poça de água!!! Bolas pensei eu!
Então lá tivemos que desligar o dito, desarredar pois ele é encastrado e desmontar as bases do movel de apoio que está a seguir ao frigorifico pois estas também tinham água. Como é tudo cheio de molas foi uma grande seca, apesar da poça de água. Oh céus como isto chateia. Mas enfim, balde e esfregona na mão, para limpar a dita poça. Para não estragar os moveis e como estamos com uma húmidade grande, tivemos que ligar aquecedor para secar as bases do móvel, os pés da mesa e dos bancos. Se mais água tivesse mais água teriamos que apanhar.
Seja como for, o jantar teve de ser rápido... e outra coisa aconteceu, as beringelas que tinha comprado no sábado passado estavam todas estragadas. Um conselho... não comprem embaladas e com ar muito limpinho. É uma forma parva de enganar-nos. E eu fui enganada!!! Grrrrr....
Resolvi então fazer um estufadinho na Wok de cogumelos frescos, acompanhei com batata doce frita e ovos mexidos.
Ingredientes:
300 gr cogumelos frescos laminados
1 corguete cortada ao meio e fatiada
2 pimentos vermelhos assados (comprei no Lidly um frasquinho de pimentos vermelhos assados, excelentes)
1/2 chouriço cortado aos pedacinhos
sal, pimenta, alho picado
1/2 caldo natura de legumes knorr
salsa e coentros picados
1/2 copo de vinho branco
azeite q.b.

Numa frigideira Wok, colaca-se azeite a aquecer. De seguida junta-se os cogumelos laminados e o chouriço picado. Tapa-se e deixa-se cozinhar. Adiciona-se a corguete laminada e os pimentos vermelhos cortados. Mexe-se bem. Junta-se o sal, pimenta, alho picado, os coentros e salsa e mexe-se bem. Tapa-se de novo por cerca de 10 minutos. Em seguida junta-se o vinho branco e caldo knorr. Retifica-se o tempero e serve-se.
No meu caso acompanhei com ovos mexidos com leite e batatas fritas doces.

Bolo Sarapintado de Chocolate

Quarta-feira e mais um feriadito!! Desta vez é religioso mesmo. Lá fora a chuva era mais que muita e quase sempre, ando atrasada em questões Natalicias. Este ano resolvi que era eu que fazia as prendas de Natal e como se calcula tenho andado mesmo ocupada. A árvore lá ficou para o feriado. Com uma manhã dedicada a limpezas sobejou apenas a tarde para as decorações. Ficou catita mesmo.
Mas depois de tudo pronto falta ainda colocar as prendas que ainda não estão concluídas e outras que estão por embrulhar. Mas ainda me deu para fazer este bolinho para o lanche com um chá de lavanda que eu trouxe de Emdiburgo. Uma delicia mesmo!! A minha conta foram logo duas fatias de bolinho ainda pro morninho.
Ingredientes:
4 ovos
50 ml de óleo vegetal ( eu costumo pôr óleo becel)
100 ml de leite
300 gr de açucar
400 gr de farinha
1 colher sobremesa de fermento Royal
3 colheres sopa de chocolate liquido da Royal
2 colheres sopa de bolinhas de caramelo (que eu comprei numa loja online)
2 colheres sopa de raspinhas de chocolate

Num recipiente da máquina batedeira, coloca-se os ovos, o óleo, o leite e o açucar. Bate-se tudo muito bem até a massa criar bolinhas. Junta-se o chocolate liquido e volta-se a bater. Desliga-se a batedeira electrica e retira-se a taça. Com uma colher de pau vai-se misturando muito lentamente o farinha+fermento até ela ser toda incorporada. Acrescenta-se as bolinhas de caramelo e as raspinhas de chocolate. Mexe-se mais um pouco e pronto. Está feita a massa.
Unta-se uma forma (eu utilizei aqueles sprays, que além de mais rápido, não sujam nada) e coloca-se a massa. Vai ao forno por 35 a 40 minutos (este foi o tempo que utilizei no meu forno, acerca 200 graus). Espeta-se o palito para ver se está cozido e está assim que o palito sair sequinho. E voilá....
Um bolinho simples e que caiu que nem nozes com um chá de lavanda!!!

2 de dezembro de 2010

Selinho da Carla

Já não falava de selinhos à uns tempos, mas eís que recebi este:



Veio da Carla (http://viciosesabores.blogspot.com/)... adorei miga! Gosto muito das mensagens que muitos dos selos trazem... e esta fica já aqui.
Beijinhos para ti, com a retribuição do selinho a ti. E agora passo a todas as que visitam o meu blog e a todos/as que visitam mas nada dizem... eheehh, aposto que não sabem como. Um destes dias ainda escrevo aqui como devem fazer. Beijinhos e uma boa semana.

1 de dezembro de 2010

Bombons duo Chocolate para diabéticos

Hoje e apesar da valente gripe com que estou apeteceu-me fazer coisas. Fiz então um novo bolo de Caramelo cuja a receita esta por aqui já e uns bombons de chocolate negro e de leite, sem açucar e próprios para diabéticos. A ideia é a minha sogrinha comer algo semelhante a chocolate, e para mim serve de experiência para futuras ideias que possa ter e alterar um pouco a dieta que as pessoas diabéticas têm. Vão servir também para o pai de uma colega provar... também ele é diabético.
Ficaram assim...

28 de novembro de 2010

Raspas de Chocolate au Porto

Mais um teste que fiz de bombons... desta vez experimentei fazer umas raspas de chocolate de leite com amendoa e um cheirinho de vinho do Porto.
Ficaram assim... deliciosos!
Mais uma que pode servir para oferecer no Natal!

Ingredientes:

1 tabelete de chocolate belga de leite
1 chávena de amendoas laminadas
3 colheres de sopa de vinho do Porto

Derrete-se o chocolate no micro-ondas de modo que já falei.
Quando quase derretido junta-se o vinho do Porto. Não se assustem mas mal juntam o vinho o chocolate começa a tornar-se espesso mas tem de se continuar a mexer. Junta-se as amendoas laminadas até serem envolvidas no chocolate. Com os dedos formam-se bolinhas não muito definidas de massa. Colocam-se num tabuleiro forrado com papel manteiga. Com um garfo achatam-se um pouco. Vai ao frigorifico até solidificarem.

Arroz de Legumes

Ingredientes:
Legumes diversos (meia corguette, 1 cenoura ralada, 1 pimento vermelho assado)
1/2 caldo knorr legumes natura
1/2 cebola
sal, pimenta, alho em po, q.b.
azeit q.b.
salsa q.b.
2 chávenas de arroz
4 chávenas de água morna

Num tacho coloca-se azeite e a cebola picadinha para alourar. Quando estiver douradinha coloca-se a cenoura raspada, a corguette em pedacinhos e o pimento vermelho aos bocados. Mexa-se e deixa-se a estufar. Quando quase prontos coloca-se o arroz (costumo usar o vaporizado, sabe melhor na minha opinião) e deixa ao lume até os grãos ficarem mais claros. Junta-se a água morna e os temperos. Deixa-se cozinhar e quando pronto serve-se.
Eu acompanhei com umas pataniscas que fiz sem utilizar ovo (primeiro porque me esqueci dele e depois até que ficaram bem boas e free de colestrol... só vantagens! hiiiihhiiiii) e salada de tomate com rucula e temperada com vinagre balsamico.

27 de novembro de 2010

Bombons Chocolate de Nata com Bolacha Baunilha de Chocolate

Ingredientes:
1 tabelete de Chocolate Leite Nata (marca Pingo Doce)
4 bolachas baunilhas de chocolate

Numa tacinha que possa ir ao micro-ondas, parte-se a tabele aos bocadinhos. Vai ao micro-ondas no máximo, por periodos de 10 minutos, mexendo sempre nos intervalos. Quando estiver derretido, junta-se a este liquido a bolacha esmagada á mão e mexe-se. O liquido irá tornar-se mais espesso.

Deita-se colheres pequenas desta papa na forma de bombom. Bate-se para sair o ar. Em seguida leva-se ao frigorifico durante 15 minutos. E pronto... mais uns quantos.

Bombons de Amendoa e Brandy

Ei-los!!
A medo experimentei fazer uns bombons... e claro, primeira vez saiu jabardice. Acabei por sujar a camisola de chocolate porque como qualquer gulosa só queria era arrapar a colher.
Mas no fundo até que sairam bem girinhos, não acham?
A ideia é depois oferecer mas só depois de adquirir um pouquinho mais de prática... acho que preciso, não? A ideia foi da Bela que deixou-me com água na boca (Blog Pratos da Bela
aqui)




Ingredientes:
1 tabelete Chocolate leite Belga (marca Pingo Doce)
2 colheres sopa Brandy
3 colheres sopa amendoa sem casca ralada

Num recipiente de vidro e que possa ir ao micro-ondas, colocar a tabele partida em pedaços. Ligar o micro-ondas no máximo e deixar funcionar com o recipiente durante 20 segundos. Esta parte retirei a ideia da minha amiga Bela. Mexe-se em seguida muito bem com a dita lingua-da-sogra. Vai mais 20 segundos ao micro-ondas para continuar a derreter. Repete-se quantas vezes forem necessárias. Na ultima das vezes acrescenta-se a amendoa ralada e o Brandy. Mexe-se bem e vai pela última vez ao micro-ondas. Retira-se sempre a mexer de modo a ir arrefecendo. Coloca-se então esta papa nas formas próprias de silicone e que podem ter diversos feitios. As minhas foram só duas. O investimento nestas formas de silicone é grande pelo que, e sem saber se resultaria, só comprei 2 diferentes. Sem dúvida que irei comprar pelo menos mais 2 formas diferentes. Assim penso que irei conseguir fazer umas lindas caixinhas de bombons para oferecer, mas depois mostro, podem apostar. Para já o resultado foi catita e irei tentar outras coisas ainda antes de começar a minha produção de bombons para oferecer.
Leva-se ao frigorifico por 10 minutos não sem antes dar umas quantas batidas com as formas para retirar o ar. Eu acho que bati demais e às tantas o chocolate fugia das formas... ehheheh. Diverti-me imenso... sujei, comi e ri muito. Espero que consigam esta faceta também. Faz muito bem à saúde.
Para ficar bonitinhos colocam-se em forminhas de papel. As minhas eram todas coloridas.

23 de novembro de 2010

Empadinhas de Frango

 














Ingredíentes:

Frango assado (usei sobras de frango de churrasco, especialmente peitos que ninguém gosta muito de comer)
2 cenouras raladas
1 corguette
1 pimento vermelho assado
300 g de cogumelos frescos laminados
salsa, coentros picados
3 massas quebradas (marca Pingo Doce)
1 cebola em laminas
1 alho francês
2 tomates tamarinos
azeite, alho em pó, pimenta, sal (q.b.)
1 colher mostarda Dijon
1 colher de massa pimentão
1 ovo batido

Num tacho colaca-se o azeite para aquecer. Junta-se a cebola laminada para estufar um pouco. Quando estiver murcha junta-se os cogumelos laminados e mexe-se bem. Em seguida tapa-se e deixa-se cozinhar um pouco. Junta-se a cenoura ralada, pimento vermelho cortado em pedacinhos, o alho francês cortado em rodelas, a corgette em pedaços e os tomates cortados em rodelas. Junta-se o frango desfiado.
Tempera-se com sal, alho, pimenta, caldo natura legumes knorr, a mostarda Dijon e a massa de pimentão. Mexa-se bem e deixa-se apurar bem. Reserva-se.
Entretanto extende-se as 2 rodelas de massa e com um copo cortam-se rodelas. Pega-se em cada rodela e forra-se as forminhas anti-aderentes. Enche-se com o recheio entretanto já arrefecido. Cobre-se com outra rodela mais pequena e dobra-se as pontas. Pinta-se os topos com o ovo batido. Vai ao forno até cozinhar.
















Servi com rodelas fritas de batata doce. Formei uma flor de batata doce. Lindo e muito delicioso e melhor resolve-se o problema dos peitos de frango assado e consegue-se um prato que é saboroso e que consegue ser comido depois de frio e com outros acompanhamentos.

22 de novembro de 2010

Primeiro aninho dos meus "meninos" com Bolo de Caramelo

Por motivos muito tristes e que ocorreram exactamente nos aninhos dos meus "pequenotes", estes aqui... fizeram 1 aninho no passado dia 12 de Novembro. Ainda parece mentira que os tenho e que ficaram connosco. Agora era incapaz de os dar. Cada um deles tem a sua personalidade. O Luke é o beijoqueiro mais doidinho. Só quere é que lhe deêm beijinhos e biscoitos. De resto é um cachorrinho normal e muito traquinas. A Julie, é a calminha! Adora a mãe Rukita e mal a vê deita-se no chão e espera que a Rukita lhe dê beijinhos e miminhos!! Fiz-lhes este bolinho simples, mas como não podem e nem devem comer doces, para comemorar lá comeram um quadradinho pequenino.

Luke e Julie

Rukita


Bolo Caramelo

Ingredientes:
350 gr de açucar
220  ge farinha trigo com fermento
5 ovos
1 colher chá de fermento em pó
50 ml de óleo alimentar
100 ml de leite
5 colheres de liquido caramelo (usado para pudins)

Numa taça colocar o leite, óleo, ovos e açucar. Misturar tudo com ajuda de uma batedeira até formar bolinhas. Juntar em seguida as colheres de caramelo liquido. Misturar por mais uns 3 minutos. Em seguida juntar a farinha mais o fermento aos poucos e sempre a mexer com uma colher pau. A mistura fica um pouco liquida mas não tem problema. Vai ao forno até cozer, isto é, ao espetar um palito ele vem sequinho.
E pronto... um bolo simples e muito saboroso e que fez as delicias do meu pai e do meu Luka, que apesar de ser o seu aniversário só teve direito a uma pequina porção.

18 de novembro de 2010

Enroladinhos de Salsicha
















Ingredientes:
1 base de massa fresca para pizza
1 frasquinho de salsichas de frango
mostarda Dijon

Corta-se a base de massa (que é redonda e foi comprada no Pingo Doce) em quatro partes.
Corta-se as 4 salsichas (vêem dentro de um frasquinho e são grandes). Barram-se com a mostarda Dijon e fecham-se de novo. Em seguida enrolam-se os quadrados da massa de pizza em torno das salsichas. Colocam-se num tabuleiro forrado com o próprio papel vegetal que está na base da massa. Pincela-se com 1 ovo batido e vai ao forno até cozer. E pronto... uma refeição rápida. Acompanhei com a sopinha de cenoura.

17 de novembro de 2010

Bifinhos de Frango no Forno

Ingredientes:
2 peitos de frango
2 cenouras
1 farinheira
1 beringela
4 fatias de presunto finas
coentros picados, alho em pó, sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
1 colher sopa de mostarda dijon
1/2 caldo knorr de legumes natura
1/2 copo vinho branco
água q.b.

Num tachinho coloca-se a farinheira ligeiramente picada a cozer. A ideia é retirar o máximo da gordura que poderá conter. A minha demorou depois de ferver a água uns 10 minutos. Na água da cozedura ficou a gordura excessiva da farinheira.
Abrem-se os peitos de frango ao meio e temperam-se com um pouco de sal, pimenta, alho. Em seguida coloca-se a cenoura raspada. Eu raspei à mão. Não me apeteceu lavar a máquina prórpria para raspar. Depois coloca-se a 2/3 da farinheira liberta da pele no dois bifes. Enrolam-se cuidadosamente com auxilio das fatias de presunto e deixam-se a repousar por uns minutos (usei uns 6 minutos).
Num tabuleiro de ir ao forno, cobre-se o fundo com azeite. A seguir faz-se uma cama de fatias de beringela e raspas da outra cenoura. Colocam-se os rolinhos de frango com farinheira por cima. Junta-se a restante 1/2 da farinheira, coloca-se os coentros picados, o caldo knorr, a mostarda, o vinho e a água. Rectifica-se os temperos e vai ao forno médio cerca 45 minutos (o meu como é eléctrico demorou este tempo, convem ver de tempos em tempos e cobrir com o liquido que vai saindo).
Acompanhei com um puré de batata instantaneo para ser mais rápido. No fim foram umas castanhinhas assadas para aproveitar o forno.

10 de novembro de 2010

Adeus Avó

As vezes tomar algo como certo é sonhar demasiado alto. Eu sonhei! Sonhei que tinha uma familia eterna e como tal nada mudava na minha vida! Quanto enganada eu estava. E hoje sem mais nem menos perdi o elo mais antigo da minha familia. A minha Avó!!!
Se escrevo aqui e a esta hora é porque preciso de desabafar ou o meu coração explode. É tão duro acreditar que ela já não está aqui. Avó... tu tinhas-me prometido esperares mais um tempo antes de partir. Não me destes tempo para despedir-me de ti. Nem sequer acabastes de bordar as cortinas do meu primo. Eu não quero nem vou esquecer-me de ti. Só espero que reencontres o avô e o bisavô. Como não sei mais o que dizer deixo aqui e para sempre, o meu adeus e obrigada por teres existido! No espaço de 2 anos perdi-os aos dois. Mas ficam sempre e para sempre no meu coração! Agora juntos e para o todo sempre. Bem ajam os dois! Agora sofro mas um dia pervalece o carinho!

Bolo de Cogumelos com Fiambre/ Sopa de Cenoura

Terça-feira e ainda falta tanto para o fim de semana.
Não ando com grande vontade de tirar fotografias ou escrever aqui mas hoje vou colocar a última ideia que tive para o jantar.

Bolo de Cogumelos com Fiambre

200 g de farinha com fermento
3 Ovos
160 g de leite
120 g de fiambre em pedaços
50 g de chouriço corrente
200 g de cogumelos frescos laminados
1 latinha pequena de milho
azeitonas pretas descaroçadas
1 caldo knorr natura de legumes
1 cebola pequena
1 pimento vermelho de conserva
Pimenta, sal, azeite, alho em pó q.b.
1 colher de chá de fermento

Num frigideira wok coloca-se o azeite (a quantidade que se goste) e as laminas de cebola e deixa-se cozinhar até murchar. Em seguida junta-se os cogumelos laminados para murcharem e cozinharem. Quando já estiverem quase junta-se o fiambre, chouriço e as azeitonas. Quando estiverem quase cozinhados junta-se o milho e o pimento e tempera-se com caldo knorr, sal, pimenta e alho em pó. Deixa-se ferver por mais uns 5 a 6 minutos até o liquido que os cogumelos ganham se evaporar na quase totalidade.
Numa tigela grande junta-se a farinha ao fermento. Mistura-se os ovos inteiros e o leite. Tempera-se com um pouco de sal e pimenta. Assim que bem misturados junta-se a mistura da Wok e mistura-se tudo.
Forra-se um recipiente que vá ao forno com manteiga. Coloca-se dentro esta mistura e vai ao forno até torrar um pouco e cozer a farinha. Servi com uma boa salada de alface, rucula e pimento vermelho.


Sopa de Cenoura

2 batatas grandes
6 cenouras
1 molhinho de coentros frescos
2 cebolas
água, sal e azeite q.b.

Numa panela junta-se as batatas cortadas aos cubos, as cenouras e as cebolas. Acrescenta-se água quanto baste e leva-se ao lume. A meio da cozedura junta-se os coentros. Quando cozidos reduz-se a puré e leva-se ao lume para cozer mais um pouco. Acrescenta-se nesta altura o sal e um pouco de azeite. Deixa-se ferver um pouco e pronto... uma sopinha deliciosa.

No fim desta refeição comemos uns deliciosos diospiros que vieram da quinta do meu pai em Santarém e de que sou uma fan incondicional deste fruto. Como e parece que nunca fico cheia.

Congresso Internacional de Engenharia Civil em Castelo Branco

A razão da minha ausencia deve-se ao facto de eu ter estado em Castelo Branco para participar no Congresso Internacional em Castelo Branco. Pois é, nunca tinha estado em tamanha situação e sem sombra de dúvida que adorei. Ninguém imagina o trabalho que tive para preparar a apresentação que fiz. Mas ficou super linda e cheia de movimento. Tive uma plateia cheia de alunos, professores e de profissionais do ramo. Sensação única mas que teve um problemazito... sem mais nem menos, comecei a ter problemas de voz. Mas a dificuldade foi compensada pela curiosidade dos alunos e no fim tudo correu bem. E claro eu fiquei super feliz!!! Já tinha saudades de dar aulas bem vistas as coisas.














1º Forum Internacional de Engenharia Civil na Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco

28 de outubro de 2010

Pizza à minha moda

Pois é... quinta feira e quase fim de semana grande.
Por ter chegado a casa tarde resolvi fazer uma pizza com o que existia no frigorifico.
















Ingredientes:
1 base fresca para pizza
1/2 frasco de molho de tomate marca Pingo Doce
4 rodelas grandes de mortandela com azeitonas
75 gr de fiambre
50 gr de azeitonas pretas
1 pimento vermelho assado (uso uns já assados e optimos que existem no Lidly)
3 fatias de queijo barra
pimenta, azeite e oregões

Como não sou muito fan de lavagens tento sempre arranjar modo de evitar sujar muito. Assim sendo aproveito o próprio papel que vem com a base da pizza para forrar o tabuleiro logo nem sequer a tiro do papel apenas desenrolo e coloco no tabuleiro.
Pico-a com um garfo para deixar entrar o ar. Cobre-se com o molho tomate. Junta.se as rodelas, distribuindo-as pela pizza. Junta-se o fiambre aos montinhos e o pimento cortado longitudinalmente. Acrescenta-se as azeitonas em pedaços. Como nao gosto de queijo mas o melguinha gosta coloquei metade da pizza, as fatias de queijo. Cobre-se com oregãos e pimenta. Adiciona-se um fio de azeite e leva-se ao forno até derreter o queijo.
O problema foi o simpático telejornal... distrai-me um pouco e ela ficou coradinha demais mas estava boa na mesma e acima de tudo foi rápida e o jantar fez-se num instantino.

26 de outubro de 2010

Austria, Viena

Ainda sobre a Austria, mais concretamente sobre a Viena!
Linda... se não vejam.



Empadão de Peixe e Manga com Tangerina

Domingo... dia de descanso e como fiquei por Lisboa resolvi aplicar-me num almoço que foi feito com o intuito de me livrar de uns medalhões de peixe que ateimavam em permanecer no congelador. Comprei talvez em quantidades excessivas mas era uma boa promoção. Seja como for peguei então nestes medalhões e numas postas de raia e inventei por assim dizer, este empadão.


Ingredientes:
4 postas de peixe (medalhões, raia ou outro qualquer)
150 gr de camarões congelados e descascados
250 gr de cogumelos congelados de diferentes tipos (usei uns congelados da marca Pingo Doce, que são óptimos mesmo)
1 corguette
1 cenoura grande
2 saquinhos de Puré batata
1/2 frasquinho de molho tomate preparado para pizza (Comprei um frasquinho deste molho no Pingo Doce, porque não me apetecia faze-lo e fiquei surpreendida com o sabor e a maneira simples em que foi feito)
azeitonas para decorar
1 copo de água morna
1 copo de leite
1/2 caldo knorr natura de legumes
1/2 copo de vinho branco
alho em pó, pimenta, piri-piri, sal, azeite (q.b.)
1/2 molho de coentros picados

Começando pelo peixe. Num tachinho com água e sal  leva-se ao lume até ferver. Junta-se depois o peixe ainda congelado e os camarões (este peixe já foi amanhado e está prontinho para ser usado) e leva-se a cozer por uns 10 minutos. Retira-se para um recipiente e deixa-se arrefecer.
Num wok coloca-se no fundo um pouco de azeite e leva-se ao lume até aquecer. Junta-se então a corguete em rodelas, a cenoura também em rodelas e deixa-se a cozinhar um pouco. Junta-se um pouquinho de água e o vinho branco. Quando estiver mais uma vez a ferver junta-se o caldo knorr natura de legumes e os cogumelos congelados. Mexe-se bem e tapa-se até cozinharem mexendo de tempos em tempos. O objectivo é evaporar um pouco o molho pelo que quando cozinhados um pouco destapa-se o wok. Junta-se os temperos. Ferve por mais um pouco e pronto. O recheio está pronto.

O puré de batata faz-se como está descrito na embalagem. Eu usei 2 embalagens de puré de batata que comprei no Lidly. Este é um dos produtos que gosto bastante e que até não é caro e depois é super-rápido.

A montagem começa com a colocação num pirex de um pouquinho de azeite. A seguir coloca-se metade do puré e alisa-se. Cola-se então o molho de tomate e espalha-se. Neste momento existem já duas camadas.
Junta-se agora os legumes e os cogumelos espalhando-os bem.
Cobre-se esta última camada com o peixe e camarões cozidos e esmigalhados. Tapa-se com o restante puré de batata. Fazem-se uns feitios com o garfo e pincela-se com ovo batido em pouquinho de água.
Vai ao forno até tostar.
Servi com uma salada de alface, rucula, pimento vermelho e amendoas picadas.
Para sobremesa e porque tinha manga já bem madurinha, cortei em lasquinhas e descasquei clementinas que coloquei no fundo das tacinhas. No topo pûs uma colherzinha de chá de doce de framboesas para diabéticos e piquei umas amendoas e coloquei uns confeitos de açucar tipo estrelinhas.
Ficou divina!!

Agora apresento-vos uns bolinhos Austriacos que tive o prazer de provar quando lá estive em formação.
Chamam-se Punschkrappen e não são mais do que uns quadradinho de bolo humido com rum, passas e doce de alperce cobertos de um icing rosa. O aspecto até que é fraquinho mas o sabor.... bem, sabem mesmo bem. Claro que tive de pedir a receita a um colega meu austriaco. Já a tenho comigo. Um destes dias farei este bolinho. Depois digo-vos. O que é certo é que para rematar o almoço comemos os dois um bolinho e um café aromatizado de amendoa. E depois sofá porque estavamos muito cheios e sonolentos para nos mexer.

20 de outubro de 2010

Esparguete no forno

Existem dias em que olhamos para o frigorifico e nada do que lá está nos apetece. Mas como tinha mesmo que fazer algo para o jantar lá resolvi pegar nos restos de frango assado, especialmente aquelas partes que ninguém gosta lá muito de comer (peito de frango) e inventar algo que fosse diferente.
Não é novo aqui neste blog e muito frequentemente aproveito restinhos de isto ou daquilo e faço um jantarinho todo catita.

Esparguete no Forno
Esparguete cozido em água e sal, q.b.
1 latinha de vegetais cozidos, usei uma com mistura de legumes (ervilhas, cenouras, nabos e milho)
1 pimento vermelho assado
2 pepinos de conserva (comprei um frasquinho de pepinos em conserva no Lidly que são deliciosos)
Molho de tomate (frasquinho já preparado de molho tomate do Pingo Doce)
2 colheres sobremesa de mostarda Dijon
Sal, pimenta, piri-piri, alecrim, salsa e coentros picados, alho picado
1 mão cheia de azeitonas recheadas com pimentos vermelhos
1 mão cheia de folhas de espinafres congelados
4 ovos
1 copo de leite















Deita-se um fio de azeite num recipiente tipo tarteira e que pode ir ao forno. Junta-se o esparguete cozido. Deita-se o molho tomate preparado de modo a cobrir o esparguete. Espalha-se a mostarda em cima. Tempera-se com um pouco de sal, alho picado em pó, piri-piri, salsa e coentros picados. Junta-se os legumes de latinha, o pumento vermelho picado e as azeitonas.
Por cima deita-se o frango desfiado e cobre-se com o frango assado desfiado. Por cima deita-se os ovos batidos com o leite. Vai ao forno até alourar. Servi com uma salada variada e preparada à qual juntei 1 tomatinho e umas amendoas picadas.
Para finalizar o jantar e para aproveitar o forno assei umas castanhas que cairam que nem ginjas.

19 de outubro de 2010

Pataniscas com arroz de espinafres

Pois é... fiz à uns dias um arroz de espinafres e tentei fazer pela primeira vez umas pataniscas. Bem... fazer as pataniscas é que foi misterioso para mim. Acho que exagerei na farinha ou então armei-me em poupadinha e pûs pouco bacalhau. Seja como for, para mim até que não ficaram más de todo.

Pataniscas de bacalhau
300 gr de bacalhau demolhado (eu usei um pacote de bacalhau desfiado que comprei no Pão de Açucar)
250 gr de farinha
1 ovo
1/2 copo de leite
1/2 copo de cerveja preta
1 colher de chá de fermento Royal
salsa picada, pimenta

Numa tigela coloca-se a farinha, fermento e mistura-se. Junta-se o ovo e a cerveja com a água. Mexe-se bem até criar bolhinhas de ar. Em seguida junta-se o bacalhau e a salsa. Mistura-se mais uma vez. Deixa-se a repousar por 15 minutos.
Após este tempo e depois ter ter uma frigideira com óleo já quente, coloca-se colheres de massa e deixa-se fritar ora de um lado ora do outro. E pronto... estão prontas.















Acompanhei com arroz de espinafres e bróculos, que fiz com uns quadradinhos de bacon.

12 de outubro de 2010

Uma vaquinha especial...

Aqui fica uma fotografia de uma vaquinha bem diferente que conheci nas minhas férias em Edinburgh!

Tinha lá ido passar umas férias e este conhecimento foi estabelecido porque eu e o meu melguinha decidimos fazer uma viagem turistica de autocarro e com o principal objectivo de conhecer o Lago de Lock Ness. Espanto do espanto... o autocarro em que seguiamos avariou e não andamos mais um milimetro. E como são chatinhos estes ingleses com questões de segurança... o autocarro passou por cima de um buraco e teve um ligeiro desvio de trajectória. Sofreu um toque e pronto... o condutor já não quis sair dali e assim passei umas boas quatro horas enfiados num café de beira de estrada mas onde pude conhecer esta vaquinha toda especial. Para trás ficou a ideia de conhecer o Lago... pelo menos terá que ficar adiada mais uns aninhos até ter dinheiro para visitar de novo a Escócia. Pena... pena... pena...


A minha faculdade!!